press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/22

AYZEN_IRMANDADE DA BOA MORTE

2017

Inspirado no movimento feminista abolicionista do século XIX Irmandade da Boa Morte (Cachoeira - BA) uma Irmandade simbólica composta por 6 mulheres de pele negra juntas deram a luz a uma entidade efêmera. como a união da vida e da morte, significando as duas coisas, ao mesmo tempo.

Amanda Monteiro, Ana Carolina, Bruna Trajano, Juliana Coli e  Kátia Nascimento se encontraram pela única vez no vão do Masp para se conhecerem a pedido da artista Mônica Ventura.

Com a perfeição de dois triângulos sobrepostos nasce um corpo tradutor de uma estética elementar e sensorial.  O número seis é chamado em fõ-gbe (idioma Iorubá) ayzen. No número seis encontra-se duas vezes o número três, que é considerado elementar. Seis é mais sólido, dá um melhor equilíbrio. (Tu segues em igualdade, tu segues junto, tu segues em pares).

Um corpo sagrado feminino negro composto pelos elementos terra sobre fogo, com cores luxuriantes e quentes, principalmente os vermelhos e o dourado. Uma malha feminina representado esotericamente por dois triângulos sobrepostos. Cada ponto é de uma cor diferente, o que transmite a ideia de colorido, matizado. Utilizando seis cores diferentes, não importando quais sejam elas.

Dispositivos de interação conectaram aos pares e pôde-se transmitir olhares, informações, sentimentos etc no mesmo Invólucro.

__________________________________

Vão do MASP - SP